Que lições podemos tirar da ascensão e queda de Pokémon GO?

rect4546

Você se lembra do Pokémon GO? O jogo foi mundialmente lançado a aproximadamente um ano e foi uma grande febre.

Era comum ver hordas de “treinadores” com seus smartphones em mãos agrupados nos Pokéstops, pontos espalhados pelas cidades que eram estratégicos para o jogo. Hoje é raro ver alguém jogando ou comentando sobre o game. O jogo era assunto nos mais diferente tipos de mídias, principalmente na internet.

Vários empreendedores aproveitaram o momento, para vender itens relacionados com universo Pokémon. Inclusive escrevi este post que dava dicas de como pegar carona na onda do jogo.

Após um ano aconteceu o que muitos esperavam, a hype acabou e o jogo passou a ser apenas mais um. Veja o gráfico da posição do jogo no ranking de downloads da app store:

Pokémon Go Downloads

O aplicativo foi o jogo mais baixado em dispositivos Apple nos EUA desde sua data de lançamento, no início de julho de 2016, até 10 de agosto de 2016. Em fevereiro de 2017, Pokémon GO caiu para a posição 249 na lista.

Podemos hoje chamar o jogo de Pokemon GOne?

Pokémon GO foi o jogo que mais rápido atingiu 600 milhões de dólares em receitas (julho a setembro de 2016). O gráfico abaixo comprara o jogo com outros sucessos como Clash of Clans e Candy Crush: 

Pokemon go 600 milhões de dolares

Apesar de não mais ser popular quanto em seu lançamento, o jogo ainda gera uma receita de aproximadamente 575 mil dólares diários para a nintendo. Isso está longe de ser um desastre.

Além do marketing que gerou todo a febre,  podemos aprender com o Pokémon GO que a hype de lançamento é passageira. Isso deve estar no planejamento do empreendimento, para não fazer falsas projeções e investir errado.

Não fazer tanto sucesso quanto já se fez em outros tempos, não é problema nenhum, desde que a operação continue rentável e continue tendo futuro.

Subscription

Deixe seu e-mail abaixo para receber o melhor conteúdo sobre e-commerce.

Related Posts