Entreter e Empreender: O Lobo de Wall Street

lobo-edgyCom brilhantes atuações de Jonah Hill e Leonardo DiCaprio, esse premiado filme retrata a meteórica ascensão de Jordan Belfort, com seu parceiro Donny Azoff em Wall Street No início da década de 90 Jordan, que é interpretado por DiCaprio, é contratado como corretor de uma firma, mas fica desempregado por conta de uma grande queda na bolsa. Sem seu emprego, mas com muita ambição, Jordan começa a trabalhar com ações de baixo valor, descobrindo como pode ser um negócio muito lucrativo.

Ao lado de Donny e velhos amigos, Jordan cria a corretora Stratton Oakmont. Com vários golpes, e modelos de negócios ilegais, a corretora quebra a banca, todos na Stratton ficam ricos e Jordan ganha a fama ao ser capa da revista Forbes, sendo chamado de “O Lobo de Wall Street”.

Em meio a práticas comerciais ilegais e abuso de entorpecentes, podemos tirar muitas lições na trajetória de Jordan Belfort. Entre todas as lições, seguem os pontos que são mais abordados no filme:

-Liderança: Como o espírito Showman e o modo de lidar com os funcionários de Jordan foram cruciais para o sucesso da Stratton. Jordan é um grande motivador, passando muita confiança para seus empregados.

-Equipe: Jordan se cercou de pessoas de confiança, leais, e que não tinham medo de dar sua verdadeira opinião sobre as decisões da empresa.

-Incentivos: Os funcionários mais produtivos da Stratton eram gratificados com vários bônus e promoções. Esse tipo de prática quando bem aplicada, tem grandes impactos na produtividade de uma equipe.

“A única coisa que te separa de seus sonhos, é a historinha que continua contando para si mesmo do porquê não se pode alcançá-los.” – Jordan Belfort

Newsletter

Entre com seu e-mail para receber em sua caixa de entrada, outros conteúdos de e-commerce como este post!